Evento – Fundação Estudar concede bolsas de graduação e pós-graduação no exterior

Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo 2009 da Fundação Estudar. Há oportunidades de bolsas para estudantes brasileiros de graduação e pós-graduação que desejam realizar seus estudos no próprio país ou no exterior. Para os programas de graduação, o prazo final da candidatura é 15 de março. O limite aos cursos de pós é 22 de março. Interessados devem se inscrever pelo site oficial da Fundação.

Podem participar do processo seletivo, no Brasil, os alunos de graduação já aprovados no vestibular ou matriculados nos cursos de Administração, Economia, Engenharia e Relações Internacionais. Os candidatos dessa modalidade devem estar vinculados a universidades que tenham notas “A” no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). Para saber se a sua instituição se enquadra neste perfil, consulte o site do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

Para pós-graduação, podem se inscrever alunos das áreas de Finanças, Economia, Tecnologia, Políticas Públicas, Educação, Governo, Direito e Administração das melhores universidades estrangeiras.

No exterior, tanto para graduação como para pós, a Fundação Estudar direciona recursos para estudantes aprovados em instituições de primeira linha como Harvard University, University of Chicago, University of Pennsylvania, MIT (Massachusetts Institute of Technology), Stanford University e INSEAD, entre outras. (Confira a relação das instituições conveniadas a Fundação Estudar)

A Fundação não concede bolsas para cursos de especialização ou programas profissionalizantes de pós-graduação, conhecidos no Brasil genericamente como MBAs. No entanto, cursos MBA (Master in Business Administration) no exterior que têm nível equivalente a mestrado são objeto das bolsas de estudos.

A escolha dos bolsistas é baseada na descoberta de novos talentos com alto potencial intelectual, excelência acadêmica, elevado padrão ético, capacidade de liderança e compromisso com o país. Durante o processo de seleção os alunos são avaliados em dinâmicas de grupo, testes e entrevistas individuais.

Não há um valor fixo para as bolsas, já que cada uma é negociada individualmente levando em consideração o plano de contas e o perfil acadêmico e econômico do candidato. Só após essa análise é que se decide o valor da bolsa. Na avaliação das necessidades financeiras do candidato é importante que todas as despesas envolvidas para o bom desempenho do curso sejam descritas no plano de contas. Entretanto, em todos os casos as bolsas são parciais, não cobrindo todas as despesas envolvidas.

Mais informações na página da fundação, que se acessa aqui.

Print Friendly, PDF & Email
Top