Evento – Lançamento do livro livro “Integração Elétrica Brasil-Bolívia – O encontro no rio Madeira” – FUNAG-MRE

image_pdfimage_print

A FUNAG publicou o livro “Integração Elétrica Brasil-Bolívia – O encontro no rio Madeira”. A obra trata da parceria firmada entre Brasil e Bolívia nos anos 1990, o que permitiu a implantação do Gasobol, gasoduto de mais de 3.000 km de extensão, marco dessa relação bilateral. Segundo o autor, este é principal empreendimento que o país andino conta, ainda hoje, para dinamizar sua economia. A autoria do livro é de Carlos Alberto Franco França.

Nos anos 1990, após negociações cujas origens evocam os históricos Acordos de Roboré (1958), Brasil e Bolívia selaram parceria que permitiu a implantação de gasoduto de mais de 3.000 km de extensão, o Gasbol, marco na relação bilateral e principal empreendimento com que conta o país andino, ainda hoje, para dinamizar sua economia.

Mais recentemente, a crescente relevância do gás boliviano para o mercado brasileiro conduziu os dois países a discutir o aproveitamento hidroelétrico do Norte amazônico: uma usina binacional no Alto Madeira e outra em Cachuela Esperanza, no rio Beni, ambas a montante das usinas de Santo Antônio e Jirau, em Rondônia, obras de infraestrutura que podem diversificar a exportação de energia ao Brasil para além do gás natural, bem como permitir o acesso da Bolívia ao oceano Atlântico por meio da rede fluvial do Amazonas.

Na opinião do autor, as perspectivas de integração elétrica e de vinculação física bilateral a partir dos projetos de desenvolvimento do Madeira ampliam a estratégia diplomática que teve gênese em Roboré e, ao mesmo tempo, reforçam doutrina elaborada por Alberto Ostria e Fernando Guachalla, para quem a Bolívia – “tierra de contactos” – tem atributos para exercer papel agregador na América do Sul.

O livro está disponível para download gratuito no site da FUNAG e também pode ser adquirido na loja virtual ou no estande promocional da Fundação, situado no Anexo II do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília.