Evento – FUNAG publica novos livros sobre Relações Internacionais

A Fundação Alexandre de Gusmão publicou o novo Manual do Candidato: Inglês. Os livros da série “Manual do Candidato” são compilações abrangentes do conteúdo de cada matéria escritos por especialistas. As obras permitem ao candidato a imersão na matéria estudada com o nível de profundidade e reflexão crítica que serão exigidos no concurso de admissão à carreira diplomática.

O livro O Amazonas: breve resposta à Memória do tenente da armada americana-inglesa F. Maury sobre as vantagens da livre navegação do Amazonas foi publicado originalmente em 1854. Seu autor, o coronel João Baptista de Castro Moraes Antas, mostrou-se à altura do desafio a que se propôs: seus conhecimentos sobre a região e sua população deram-lhe sobejos argumentos para refutar, uma a uma, as proposições do tenente Matthew F. Maury, que, no ano anterior, publicara o livro Exploration of the Valley of the Amazon, em que discorria sobre as maravilhas do vale do Amazonas e propugnava pela abertura de tal rio à navegação internacional.

O Sistema de Solução de Controvérsias da Organização Mundial do Comércio – uma perspectiva brasileira traz textos elaborados a partir da experiência e da visão dos profissionais e representantes do setor privado que atuaram diretamente na condução e acompanhamento dos casos em que o País atuou – a participação no sistema contribuiu para consolidar e ampliar a participação do Brasil no sistema multilateral de comércio.

Escrito por Leticia Pinheiro, Foreign Policy Decision Making Under The Geisel Government busca explicar os conteúdos de três decisões de política externa implementadas durante o governo do General Ernesto Geisel (1974-1979). A hipótese central da tese é de que, embora a doutrina do regime (Doutrina de Segurança Nacional/DSN) tenha orientado os planos gerais de atuação do governo, ela não basta para explicar as mudanças nas principais diretrizes de política externa.

O quinto livro lançado em outubro foi Cadernos do CHDD Nº 22. A obra traz uma série documental voltada aos esforços brasileiros para obter, da Santa Sé, o reconhecimento da independência do Brasil.  Em sua segunda parte, traz a presente edição os ofícios da legação do Brasil em Berlim, no período coberto pelos anos 1936 a 1938, dando sequência à série começada no número anterior. E uma terceira seção apresenta um relatório, que José Maria da Silva Paranhos Jr., futuro barão do Rio Branco, na qualidade de comissário do pavilhão brasileiro, envia ao ministro da Agricultura, ao final da exposição dos cafés brasileiros em São Petersburgo, em 1884.

Todos esses livros estão disponíveis no site da Funag para download gratuito, mas também podem ser adquiridos na loja virtual ou nos estandes promocionais da Fundação, situada nos Anexos I e II do Ministério das Relações Exteriores.